O DNI é um sistema de última geração especializado em detetar fugas de refrigerante.

 

PRINCÍPIO :

O DNI mede constantemente o nível de refrigerante no(s) tanque(s) da instalação de frio, assim como outros parâmetros técnicos, como a temperatura e a pressão.
Todos estes dados são guardados cada 2 ou 3 segundos ao longo de vários meses no DNI. Hora a hora, o DNI recupera todos os dados e executa uma análise utilizando vários algoritmos a fim de verificar se a instalação é estanque ou não. Esta operação é conhecida como «controlo de estanquidade por métodos de medição indireta», em conformidade com as normas europeias. Uma vez que o DNI é capaz de determinar se a instalação deixa de ser estanque, funciona também como detetor de fugas.
O alarme resultante destas análises chama-se «Alarme de tipo estatístico». Deteta fugas com uma precisão extrema.
O DNI também inclui um alarme de nível baixo conhecido como «Alarme de nível baixo clássico». Este alarme é uma versão melhorada do alarme de tipo «flutuador» ou «ótico», que já conhece.

O DNI pode instalar-se em qualquer sistema de frio, tanto de refrigeração como de climatização. No entanto, é necessário que o tanque esteja equipado com comportas para se poder colocar a coluna de líquido de medição do nível. A carga ótima de fluido na instalação de frio é de 500 toneladas ou mais de equivalente de CO2 , que equivale, por exemplo, a 128 kg de R404A para refrigeração e responde às obrigações regulamentares mais restritivas (4 controlos de estanquidade e a obrigação de se dispôr de um detetor de fugas a partir de 1 de Janeiro de 2015).